A campanha nacional de recolha de alimentos começa hoje e decorre até 6 de junho.

atrav√©s da disponibiliza√ß√£o de vales em supermercados e de donativos ‚Äúonline‚ÄĚ.

O Banco Alimentar contra a Fome anunciou que a recolha de alimentos arranca no dia de hoje, 27 de maio, atrav√©s da disponibiliza√ß√£o de vales em supermercados e de donativos ‚Äúonline‚ÄĚ, que este ano se realiza sem os habituais volunt√°rios.

O lema da campanha √© ‚Äú√Ä mesa h√° sempre lugar para mais um‚ÄĚ e passa por sensibilizar a popula√ß√£o na ajuda a fam√≠lias carenciadas, com o objetivo de ajudar essas mesmas a se alimentarem todos os dias.

A participação pode ser feita através de vales de produtos disponíveis até 31 de maio nas caixas dos supermercados, pela modalidade Ajuda Vale já utilizada em campanhas anteriores.

Cada vale possui um código de barras próprio que vai estar associado aos produtos que são para doar. O Banco Alimentar disponibiliza de igual forma o portal online de doação, onde é possível escolher bens perecíveis.

Segundo a Federa√ß√£o Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, em 2020, foram distribu√≠das quase 25 mil toneladas de alimentos (aproximadamente 41,2 milh√Ķes de euros), que em m√©dia significa 165 toneladas por dia √ļtil, pelos 21 Bancos Alimentares de Portugal.

Em parceria com cerca de 2.700 institui√ß√Ķes e entidades, acompanhadas pelo Banco Alimentar da respetiva regi√£o, os bens recolhidos contribu√≠ram para a alimenta√ß√£o de 450 mil pessoas carenciadas, sob a forma de cabazes ou de refei√ß√Ķes confecionadas.

Por: Inês Fernandes

Foto: José Carmo / Global Imagens

Texto editado por Rita Teixeira (Jornalista)

Slider